Skip to main content

Retrospectiva 2012

Último dia de 2012, uhul! O meu ano foi cheio de altos e baixos, mas aos trancos e barrancos aqui estou eu, cheguei, venci!

Acho que o ser humano tem por costume ficar reclamando de tudo e se esquecer das coisas boas, inclusive, eu sou especialista em fazer isso. Então vou parar de reclamar por aqui.

Então, o que dizer de 2012? Foi um ano surpreendente!  E aconteceu tanta, mas tanta coisa que só de pensar da canseira!

Pra começar, em 2012 eu chorei mais do que esperava, mas dei risadas gigantescas por incontáveis vezes.

Passei mais tempo na internet do que o aconselhável para qualquer pessoa. Vi e falei menos com os meus amigos do que eu gostaria, não me exercitei o tanto que eu queria, comi muita besteira, muita mesmo. Comprei muitos livros, li muito pouco. Fui ao cinema mais do que em 2011, mas menos do que desejo ir em 2013.

Não fiz nenhuma viagem, sem comentários.

Ganhei grandes amigos e tenho que agradecer muito pela presença deles nos meus dias que não seriam tão divertidos assim sem eles. Vi grandes amigos partindo, mas sei que cada um está correndo atrás da própria felicidade e que vamos conseguir manter contato e que a amizade continua firme, distância não me assusta! Algumas pessoas foram embora pra nunca mais e eu tenho que aprender a lidar com isso, porque faz parte do grande ciclo da vida. Ri, amei, abracei, apertei, reclamei, me decepcionei, chorei, dormi, dormi, dormi, dormi mais do que a cama. Senti saudade. Muita saudade. Matei a saudade. Quis fugir, quis voltar, quis mudar, quis ficar, quis não ser, quis muito não querer também.

E a verdade é que 2012 me bateu com força em muitos pontos, mas me foi como uma mãe também: me deu exatamente o que eu precisava pra me tornar mais forte, mais segura, mais independente e uma pessoa melhor. Eu só precisava enxergar as coisas de um ângulo diferente e com um pouco mais de entendimento sobre as coisas.

Agradeço muito a todos vocês que fizeram parte direta ou indiretamente do meu ano de 2012.

Que o ano de 2013 nos traga conquistas, vitórias, muitas alegrias, coragem e  força!

Anna Paula

Anna Paula, mais conhecida como Noka, 30 anos, brasiliense, leonina, mercadóloga, nerd de carteirinha, apaixonada por pandas, sonha em ser arqueóloga e jura que seu planeta de origem é Urano.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: